Arujá e demais cidades seguem a Fase Vermelha determinada no Plano SP

Idosos acima de 77 anos, convocados para agendamento pelo whatsapp, serão vacinados contra a Covid neste sábado
6 de março de 2021
Saúde contabiliza 58 novos casos de Covid-19
8 de março de 2021
Show all

Arujá e demais cidades seguem a Fase Vermelha determinada no Plano SP

A Prefeitura de Arujá publica hoje (05/03) o decreto n° 7622, com a nova reclassificação estabelecida pelo governo do estado, dentro do Plano São Paulo, que colocou todos os 645 municípios nesta nova etapa, devido à lotação dos leitos de UTI Covid nas cidades e os índices de piora na contaminação por coronavírus. O decreto municipal, que será publicado no Diário Oficial do Município (http://www.diariooficial.prefeituradearuja.sp.gov.br), suspende pelo período de 15 dias as aulas nas redes estadual e particular de ensino, bem como atividades de ensino não regulamentado. Também fica suspensa a retomada das aulas presenciais na rede municipal de ensino, que estava inicialmente prevista para o dia 15 de março, até nova deliberação, sendo certo que a organização da jornada de trabalho dos profissionais da rede, será tratada por ato normativo da Secretaria Municipal de Educação.
Na Fase Vermelha, vale lembrar que, a partir da meia-noite do dia 06 de março (amanhã) até o próximo dia 19 de março, está autorizado apenas o funcionamento das atividades e serviços considerados essenciais no município
de Arujá, segundo determinação do Plano SP. Templos e cultos religiosos deverão acontecer, preferencialmente, pelas modalidades online, permitindo-se ocorrer de modo presencial com a limitação da presença máxima de 30% da capacidade de ocupação, sem qualquer tipo de aglomeração e seguindo todos os cuidados sanitários recomendados. Já o toque de restrição, adotado pelo governo estadual, continua, nos moldes do decreto estadual nº 64.994/2020, não se aplicando para necessidades inadiáveis e necessárias, como locomoção ao trabalho, prestação de serviços e outras atividades permitidas pelo decreto.
O descumprimento das medidas sujeitará o infrator às penalidades estabelecidas nas normas estaduais e municipais, autorizando as Secretarias Municipais de Segurança e Saúde e também as equipes de Higiene e Obras (Fiscalização), a solicitarem o apoio da Polícia Militar, para o cumprimento das regras constantes nos decretos, conforme estipula o Decreto Estadual nº 65.540, de 25 de fevereiro de 2021.

São consideradas atividades e serviços essenciais:

  • Saúde: hospitais, clínicas, farmácias, lavanderias, serviços de limpeza, “pet shop”, clínicas veterinárias, estabelecimentos de saúde e hotéis;
  • Alimentação: supermercados, mercados e congêneres, comercialização de suplementos alimentares, feiras livres, mercado municipal, serviços de entrega “delivery” e “drive thru” de gêneros exclusivamente alimentícios, estabelecimentos comerciais e de prestadores de serviços;
  • Abastecimento: a integralidade de cadeia de abastecimento e logística, envolvendo a produção agropecuária e a agroindústria, incluindo transporte de pessoas e de produtos, armazenamento, processamento, beneficiamento, manutenção, comercialização, distribuição e fornecimento de produtos agrícolas, químicos e veterinários, transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores, estabelecimentos
    comerciais de peças e acessórios de veículos automotores, e banca de jornal;
  • Segurança: serviços de segurança privada;
  • Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executadas por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens;
  • Transporte: transporte coletivo e individual de passageiros, de caráter local, intermunicipal ou interestadual, bem como estacionamento e locação de veículos;
  • Atividade de construção civil e estabelecimentos industriais, na medida em que não abranjam atendimento presencial ao público, além de lojas de material de construção e estabelecimentos comerciais de assistência técnica de produtos eletroeletrônicos,
  • As atividades internas de escritórios prestadores de serviços, limitado a 30% (trinta por cento) da capacidade, com restrição do ingresso do público ao seu interior, ressalvado o acesso dos clientes, bem como o funcionamento de prédios comerciais, sem prejuízo de eventuais restrições específicas, incidentes sobre sua unidades.

Os comentários estão fechados.

Leitor de Páginas Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support